quinta-feira, 8 de julho de 2010

Mais um dia...

Leia ouvindo: Vento no Litoral - Renato Russo



A madrugada se vai novamente, sinto meus olhos ainda mareados da noite anterior, e isso me faz
ter medo de me olhar no espelho e não me reconhecer, ou até mesmo de sentir pena daquilo que me tornei.
Em um breve lapso, lembro, de coisas que deveria apagar, sentimentos que deveriam ser esquecidos, pessoas que eu deveria deixar ir.
As lembranças recaem sobre meu colo, assim como a realidade.
Me sinto pesado e triste, estou sozinho quando
na verdade não deveria estar.

Com o pouco de animo que me restou, começo a pintar as paredes do quarto de uma forma que eu possa apagar as paredes da minha vida também. É tão simbólico, tão artificial...
...que não consigo repreender as lágrimas lascivas que começam a descer pelo meu rosto.

Mas, a quem eu quero enganar? De quem devo esconder isso?

Estou aflito em meu quarto, agora, o meu céu está no chão...
andando sobre estrelas pontiagudas que ferem meus pés, vejo as feridas se tornarem mais fortes, mais dolorosas e profundas.

Mas, por que estou me deixando machucar-me?

Me perguntei isso por muito tempo, mas por agora, não mais.
Estou deixando tudo o que não é meu ir, e a cada instante tudo se vai.
=

9 pensando comigo.:

FOXX quinta-feira, julho 08, 2010 1:11:00 PM  

tantos posts tristes...

Erica Ferro quinta-feira, julho 08, 2010 1:24:00 PM  

Tudo se vai, não por ser ou não nosso, mas porque essa é a 'função da chegada'.

Um abraço.

Tayná quinta-feira, julho 08, 2010 3:07:00 PM  

Que Lindo!! Está cada dia mais talentoso...
Esquecer as coisas e deixa-las para trás é a parte mais difícil da vida.Lembranças são como uma pedra no sapato.. cada vez que vc pensa que se acostumou com ela ali.. ela dói um pouco mais pra te lembrar que está muito presente.

Paulo Braccini quinta-feira, julho 08, 2010 3:15:00 PM  

fica assim não ... fica não ...

bjux

;-)

Natália quinta-feira, julho 08, 2010 8:38:00 PM  

Se não é teu por inteiro é melhor deixar ir, mandar embora, se livrar. Melhor chorar sem do que chorar com, sabendo que não é seu. bj

Jay e Alê domingo, julho 11, 2010 11:59:00 AM  

Amigo, o que tem acontecido com vc? fica assim não! Não vale a pena.
Estive bem enfermo. Estou me recuperando. Passa lá no nosso blog.
Enfim um passeio aí no Rio não está descartado ok?
Te amo ainda.
Bju nosso
Jay

Anônimo segunda-feira, julho 19, 2010 5:24:00 PM  

As vezes não se esquece, apenas não quer se lembrar. Eu não esqueço, mas finjo.
Fique bem e se cuide, moço.

Fabiolafas sexta-feira, julho 23, 2010 12:18:00 AM  

Que lindo texto...
Eu já por várias vezes me senti assim, sozinha na multidão, mas hoje eu entendi que a melhor companhia, a pessoa que poderia me fazer mais feliz não estava naquela multidão e sim dentro de mim!!

BJinhos e Obrigada pela visita!

Diego! domingo, julho 25, 2010 12:12:00 AM  

O resgate sempre vem!

abraço

"A coerência é a virtude dos imbecis." - Oscar Wilde

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP